COMO CURAR DOR DE COTOVELO?

“Vou beijando esse copo, abraçando as garrafas, solidão é companheira nesse risca faca. Enquanto ‘cê não volta, eu ‘tô largado às traças, maldito sentimento que nunca se acaba…”

Se tem algo que serve de inspiração para música de todos os estilos, é a dor de cotovelo. Afinal, quem nunca sofreu de amor que atire a primeira breja pedra.

Quer reconquistar o seu amor?

Dor de cotovelo é um assunto SÉRIO

Embora muitas vezes seja motivo de brincadeira entre os amigos “para de ouvir essas músicas sertanejas, saia dessa sofrência”, “teoria da Branca de Neve, para que ter só um amor se você pode ter sete?”, a dor de cotovelo pode ser muito grave, equiparada ao luto.

É uma dor muito forte, daquelas que dá vontade de enfiar o chifre na terra e sair arando. Vai muito além da dor emocional: provoca dores físicas, tira o apetite, causa insônia e, em alguns casos, leva a pessoa a pensar em suicídio – e nos mais extremos, tentar (hipótese em que é imprescindível procura de ajuda profissional).

Será que é isso que está acontecendo você? Seu sofrimento é tão grande que você não consegue mais dormir ou comer, não sente vontade de sair de casa, de ver pessoas, de cuidar de si? Você está tão desesperado que sua vida saiu dos trilhos? 

Se sim, relaxa, porque estou aqui para te ajudar.

Sua felicidade está em SUAS mãos

Outro dia assisti a um vídeo no qual uma psicóloga disse que existem sete bilhões de pessoas no mundo e, às vezes, você está sofrendo por apenas uma: sua/seu ex.

Isso acontece porque é comum colocarmos muitas expectativas no outro, e o responsabilizar pela nossa felicidade, porque, em nossa cabeça, não é possível sermos felizes sozinhos.

Contudo, esse é o grande erro.

Você é o responsável pela sua felicidade. É sua falta de autoconfiança, de autoestima e de amor próprio que causa todo esse sofrimento.

POR QUE você está com DOR DE COTOVELO?

Entendo que você está mal, sofrendo, que sua situação é crítica… mas ela chegou a esse ponto por alguma razão.

Então, pare um pouco e pense: por qual motivo você está passando por tudo isso? O que te levou a chegar a este ponto que você está hoje, lendo este post?

“Ah, é porque meu relacionamento acabou.”

Mas acabou por quê? Qual o real motivo do término?

“Minha/meu ex disse que já não me ama, que não está feliz comigo.”

Mas há quanto tempo VOCÊ não se ama? Há quanto tempo VOCÊ não é mais feliz consigo? Qual foi a última vez que você se cuidou e fez algo por si, para se agradar?

Todo mundo já ouviu aquela frase “não corra atrás das borboletas, cuide do seu jardim e elas virão até você”. É algo que pode parecer bobo, mas é a mais pura verdade.

Pense em seu relacionamento como esse jardim, que para ser atraente para as borboletas, deve estar bem cuidado, bonito e saudável. E com isso eu quero dizer que o processo de reconquista começa com mudanças em você.

Seja a pessoa que você gostaria de ter ao seu lado

Reflita um pouco sobre essa pergunta e, então, responda: você ia querer estar com alguém que chora o tempo todo, que reclama de tudo, cheio de negatividade? Uma pessoa instável, barraqueira, insegura e excessivamente ciumenta? Alguém que só se humilha, que não se cuida e não se ama?

Você vai dizer que nem precisa refletir sobre isso para me responder com um sonoro NÃO.

Aí eu te faço outra pergunta: se você não iria querer estar junto a alguém assim, por que sua/seu ex iria querer ficar contigo se você é desse jeito???

A reconquista começa em VOCÊ

Por isso, é importante que o seu foco esteja em você, no seu crescimento e amadurecimento – sua evolução. Dê prioridade para o que você sente, o que te faz feliz.

Se você quer saber como curar a dor de cotovelo, não adianta tentar reconquistar sua/seu ex chorando, se humilhando, pedindo para voltar. O que vai te ajudar não é a “chantagem” emocional, e sim a sua felicidade e a sua capacidade de fazer alguém feliz.

Como eu já disse acima, a sua felicidade só depende de você. 

Ao conquistar a sua felicidade, haverá muita gente querendo estar perto de você, inclusive sua/seu ex, que tinha dito que nunca mais iria olhar na sua cara.

Então, COMO CURAR A DOR DE COTOVELO?

Então, você entendeu como curar a dor de cotovelo? Coloque aquele band-aid metafórico, invista em você, cuide-se.

Saia, conheça novas pessoas, faça algo novo, como aulas de dança, artesanato ou inglês. Mude de visual, vista uma roupa bonita, cuide da sua saúde mental.

Vá para a espelho e diga olhando em seus olhos: eu me amo, eu mereço ser feliz e sou capaz de fazer feliz quem eu amo.

Pode ser difícil, mas eu e minha equipe estamos aqui para te ajudar, assim como já ajudamos milhares de pessoas em todo o mundo a reconquistar tanto o amor próprio como a/o ex.

Nossa taxa de sucesso é alta, coisa que você pode facilmente comprovar ao ler os depoimentos deixados por nossos seguidores.

Para ter acesso aos vídeos que postamos diariamente, inscreva-se em nosso canal no YouTube, que já conta com mais de 152 mil seguidores. La, há dicas para o seu desenvolvimento pessoal e te ensinamos passo a passo como reatar e manter o seu relacionamento.

Caso necessário, conte conosco através do Coaching Personalizado, no  qual nossa equipe altamente capacitada está à disposição para te ajudar a desenvolver estratégias para alavancar o seu desenvolvimento pessoal e te ajudar a retomar as rédeas da sua vida amorosa. 

Estamos ao seu dispor, juntos nós podemos mudar o rumo da sua história. Pode ser um processo demorado e doloroso, mas se você lutar com todas as forças que há dentro de você, esta dor de cotovelo vai ter fim.

Como diria o poeta Carlos Drummond de Andrade, 

“Amor é bicho instruído.

Olha: o amor pulou o muro

o amor subiu na árvore

em tempo de se estrepar.

Pronto, o amor se estrepou.

Daqui estou vendo o sangue

que corre do corpo andrógino.

Essa ferida, meu bem,

às vezes não sara nunca