Escolha uma Página

Manter a distância? Por quê? Se eu quero é reconquistar?

Quando a gente ama alguém, o que mais queremos é estar juntinho dela. Mas, então, por que manter a distância da pessoa se o seu objetivo é reconquistá-la?

Por que se afastar se o que você mais deseja é se aproximar?

E, por fim, uma pergunta que ouço demais: “se eu agir assim, a reconquista vai dar certo?”

Nesse artigo, vou responder a essas perguntas e as outras que forem surgindo ao longo dele.

Manter a distância para fazer falta

Quando o relacionamento acabou, tenho certeza de que a sua reação inicial foi ficar no pé da pessoa, a fim de convencê-la que essa não era a melhor opção. E não deu certo, não é mesmo? Ela não se deixou vencer pelos seus argumentos.

Neste momento, em que todas as magoas e motivos que a levaram a tomar essa difícil decisão ainda estão bem frescos na memória. Por isso, o melhor a fazer é manter a distância.

Mas para quê?

Para dar tempo de a pessoa refletir sobre tudo o que aconteceu entre vocês, para ela começar a se questionar se fez a coisa certa ao terminar e, principalmente, para que perceba o quanto você faz falta na vida dela.

Técnicas aplicadas para manter a distância

Já gravei diversos vídeos e escrevi vários artigos sobre Contato Zero e Afastamento, sobre o deixar ir e a aprender a fazer falta, que nada mais são do que técnicas diferentes, aplicadas conforme o caso.

Junte-se aos mais de 159 mil seguidores do nosso canal do YouTube para assistir vídeos a respeito de cada uma dessas técnicas, pois é necessário que você as compreenda, a fim de saber qual será mais eficaz no seu processo de reconquista.

Manter a distância não é uma forma de punição. Bom… não muito!

Tem gente que acha que sou uma bruxa má quando digo que é para manter a distância da pessoa amada e não falar com ela, que é uma forma de punição.

Sinceramente? O objetivo não é punir nem você nem a pessoa. Mas funciona como uma forma levinha de punição? É, não vou mentir: funciona.

Sabe por quê? Porque a pessoa vai perceber que você se afastou e vai ficar com medo de te perder para sempre quando compreender que a sua vida não gira em torno da dela, que a sua vida não acabou junto com o relacionamento de vocês, que você pode ser feliz sozinho.

Ademais, com a distância, você vai poder refletir acerca dos fatos, para melhor analisá-los, a fim de se planejar e ter o controle da situação.

Manter a distância para cuidar de si

A distância é necessária para que você se reconstrua, durante esse período em que você manter a distância, aplicando uma das técnicas acima citadas, você vai estar cuidando de si.

Este é o momento ideal para você investir no seu desenvolvimento pessoal e intelectual, cuidar da sua autoestima e adquirir autoconfiança.

É a oportunidade perfeita para você fazer tudo o que queria, mas não fez, porque estava acomodado com o relacionamento.

Então, saia, conheça gente nova, faça um curso, aulas de dança, karatê, vá ao cinema, mude de visual… qualquer coisa que traga novidade e alegria para a sua vida.

Cuide também da sua saúde mental, trabalhe em seus medos e insegurança. Livre-se daquilo que tem a capacidade de te fazer mal.

Seja real

Se você não conseguir manter a distância e não conseguir demonstrar para sua/seu ex que você pode seguir em frente porque é capaz de ser feliz sozinho, de evoluir e ser alguém melhor, a pessoa vai apenas pensar: “está do mesmo jeito, se não mudou até hoje, não vai ser agora que vai mudar. Deus que me livre, já aguentei o que tinha de aguentar, não dou mais conta.”

Por isso que é tão importante cuidar de si e evoluir. E mais: é fundamental que o outro sinta que você se afastou.

Não minta para si, dizendo que está mantendo a distância se você stalkeia a pessoa em todas as redes sociais, se pergunta sobre ela para os amigos em comum, se aparece nos lugares que ela costuma frequentar (e ainda tem a audácia de fingir surpresa ao vê-la lá).

Sua/seu ex não vai te esquecer se você mantiver a distância

Fique tranquilo: a pessoa não vai te esquecer se você passar dez ou vinte dias sem falar com ela.

Portanto, não precisa esbarrar com ela acidentalmente por aí, nem mandar uma mensagem só para lembrá-la que você existe.

“ah, mas já terminamos há seis meses…”

Ok. Mas nesses seis meses, você deixou a pessoa respirar? Deu espaço para ela? Ou será que você ficou esse tempo inteiro a perseguindo, insistindo para voltar? 

Outro dia assisti a um vídeo que falava sobre a diferença entre insistência e persistência. 

Uma pessoa insistente é aquela que se dedica a alcançar determinado objetivo e, embora nunca consiga, nunca muda de tática, age sempre da mesma maneira, sem buscar uma solução inteligente. É o tal de “dar murro em ponta de faca”.

Já a pessoa persistente é aquela que quando percebe que suas ações não estão dando o resultado esperado, tem a perspicácia de mudar de estratégia, a fim de alcançar o que objetiva.

Então, seja persistente. Aprenda com os seus erros, mude o que for preciso, não se dê como derrotado. Busque outras maneiras de conseguir o que deseja.

Recupere seu ex clique aqui

“E se ela/ele conhecer outra pessoa?”

Quando eu falo que é necessário manter a distância, além do medo de ser esquecido, meus coachiados ficam com medo de a pessoa amada encontrar outra. 

Mas quero te fazer uma pergunta: quem é a pessoa que é a melhor opção para sua/seu ex? Quem é que sabe sobre tudo o que ela/ele mais gosta?

Se você não acha que você é a melhor opção, então nem adianta tentar a reconquista, porque não vai dar certo.

Você tem que ter a certeza de que é a melhor opção, que não importa se ela conheceu o Henry Cavill ou ele conheceu a Gal Gadot, você é a melhor opção e f*da-se o resto!!!

A partir do momento em que você entende o porquê de manter a distância e que você é a melhor opção para a pessoa amada, você se fortalece, sua autoconfiança aumenta. A consequência disso é que você será capaz de olhar a situação de fora, tirar um tempo para retomar o controle das suas emoções e, só então, iniciar o processo de reconquista.

Conte conosco

Manter a distância não é fácil, vai dar aquela vontade looooouca de ir atrás da pessoa, mas eu e minha equipe estamos aqui para te ajudar a ter êxito nessa empreitada, assim como fizemos com milhares de pessoas em todo o mundo.

Eu não poderia deixar de reiterar o convite feito a você para se inscrever em nosso canal do YouTube, para você ter acesso às dicas sobre desenvolvimento pessoal e reconquista.

Por fim, se você precisar de atendimento individual, conte com nosso Coaching Personalizado, no qual alguém da equipe estará sempre a sua disposição durante todo o processo de reconquista.

Nos vemos no próximo post! Um beijo!

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe

Compartilhe esse artigo com seus amigos