Minha EX está FELIZ após o término ou só FINGINDO? AH! As muitas perguntas que envolvem pessoas apaixonadas!

Algumas parecem tão óbvias, mas outras nem tanto. Algumas parecem insanas, parecem até infantis… mas são as questões do amor!.

Onde ele(a) está agora?

O que está fazendo neste momento?

Será que ainda pensa em nós?

Está feliz ou está apenas fingindo?

E se estiver com outro(a)?

Devo procurá-lo(a) agora? Telefono? Envio e-mail? Mensagem?

Ou então Vasculho as redes sociais?….IHHHHHH!!! AFFFF!!!!

Calma! Calma! Calma!

A precipitação só vai complicar tudo!

Minha EX está FELIZ após o término ou só FINGINDO? – O que fazer

Nos primeiros dias após um rompimento, as emoções à flor-da-pele nos levam a cometer erros grotescos.

O primeiro deles é dar total atenção aos conselhos do amigo(a) de bar, os famosos “conselhos regados a cerveja”. Podem até ser interessantes para jogar conversa fora. Mas geralmente não passam disso.

O segundo erro é que, geralmente a pessoa não tem isenção suficiente para agir de maneira lógica e prática. Ela acaba agindo principalmente motivada pelas emoções: raiva, culpa, medo, vingança, dependência afetiva…

Na verdade, principalmente 90% metem os “pés pelas mãos”, mesmo!!!

E depois lamentam suas atitudes ou riem delas, dependendo do resultado.

Porém, algumas dicas básicas são necessárias e muito importantes nesse momento, e eu vou compartilhar 3 delas agora com você.

PRIMEIRA: TIRE TEMPO PARA REFLEXÃO

Sim, reflexão!

Depois de todo o “tsunami”, é bom refletir nos “porquês”… Por que EU agi assim… e… Por que ELE(a) agiu daquela maneira. Então quais foram os reais MOTIVOS que nos levaram a essa atitude extrema.

Será que exagerei nas minhas conclusões? Será que fui precipitado(a), impulsivo(a)? Será que fui mais passional e menos racional? Será que minhas expectativas eram reais, e coincidiam com as dele(a)?

E ELE(A). Será que agiu sem pensar? Ou tinha tudo já formatado em sua mente? Pode ter sido um grande engano? Foi um ato passional que dá pra relevar? Então seu comportamento era de alguém que enxergava um futuro comigo?

Sim, uma reflexão honesta e completa vai te ajudar a traçar a melhor estratégia de reconquista (se for o caso).

E se você, agora, está decidido(a) a tentar a reconquista as perguntas do início deste artigo fazem total sentido.

SEGUNDA: TIRE TEMPO PARA SI MESMO(A)

Chegou a hora de cuidar mais de si, também.

Tanto em sentido físico como intelectual.

Que tal voltar para academia e cuidar melhor desse visual?

E aquele curso de dança que ficou só na lembrança?

E os livros que programou e ainda não leu?

São apenas alguns exemplos de que há muito o que fazer enquanto aguarda a melhor estratégia a seguir para a reconquista.

TERCEIRA: TIRE TEMPO PARA SEUS AMIGOS

Os verdadeiros amigos são muito importantes nessa fase.

Certamente podem ajudar bastante na condução equilibrada das emoções nesse período. Reserve tempo para estar com eles em conversas agradáveis, passeios, cinema, um chopp no bar ou simplesmente um happy hour em casa…

Fale francamente o que sente, compartilhe suas dores e expectativas com eles. Ouça outros “cases” semelhantes, enfim, interaja, troque experiências…

…Mas, lembre-se: eu disse os verdadeiros amigos! Porque, você sabe, alguns “amigos” podem atrapalhar muito mais que ajudar…né?

Recupere seu ex clique aqui

Minha EX está FELIZ após o término ou só FINGINDO?

Dependendo de há quanto tempo estão rompidos, e de como era a “qualidade” do relacionamento, a resposta pode ser evidente.

Há muitos casos de longos relacionamentos marcados por grandes mágoas, feridas que nunca cicatrizam e quando chegam ao fim, geram, na realidade, um “alívio”

De fato,  relacionamentos curtos ou longos podem ser profundos e intensos o suficiente para serem marcantes.

Ou também, é bom que se diga, pode ser intenso ou marcante apenas para UM dos envolvidos. E é comum pessoas se enganarem com a real expectativa do outro parceiro numa relação. Muitas vezes a expectativa gerada é apenas a imaginação ou vontade de que aconteça o que está esperando. E essa resposta você terá que buscar claramente para que sua estratégia seja bem sucedida. Clara, honesta e francamente.

Eu me lembro de um caso real que se encaixa perfeitamente nesse quadro. Vou chamá-lo de Roger. 

Roger, um homem maduro, bem sucedido e recém-separado de sua primeira esposa. Pai de dois filhos. 

Conheceu Priscila, numa viagem de férias. E foi paixão avassaladora! Roger, porém, tinha traumas mal resolvidos do relacionamento anterior e, é claro, um vínculo muito forte, já que tinha filhos do primeiro casamento… E as feridas? Bem, ainda que disfarçasse ao máximo que podia – eram evidentes.

Priscila, uma moça jovem, 24 anos, estudante e cheia de sonhos. Ela se imaginava terminando sua faculdade de publicidade e marketing, fazendo pós graduação no exterior e somente pensando em relacionamento estável, filhos, etc… Então muitos anos após sua formatura.

Quer reconquistar o seu amor?

Tiveram um relacionamento após aquelas férias, que durou uns 10 meses. E agora, Priscila, resolveu romper em definitivo.

Quando Roger entrou em contato comigo estava arrasado. Não entendia os motivos daquele rompimento. Pois para ele, foram 10 meses maravilhosos que o ajudaram a superar alguns traumas do relacionamento anterior. Roger imaginava um futuro promissor com Priscila. E, como disse: “Nós nos entendíamos tão bem, em tudo!”.

Porém, o que ele não percebia é que seus objetivos não eram os mesmos de Priscila. Depois de um certo tempo ele pôde perceber que aqueles sonhos, ELE SONHAVA SOZINHO. Então Priscila, não estava por inteiro naquele relacionamento. Ela tinha objetivos diferentes. E, por isso, o rompimento para elafoi “tranquilo”, sem traumas.

Para concluir

Portanto, não somente o tempo, como também a qualidade do relacionamento determinam se, após um rompimento, um dos envolvidos se restabelecerá com maior rapidez. É bom lembrar que todos temos capacidade de reação. E essa capacidade varia de acordo com o mindset(mentalidade) e a bagagem emocional de cada um.

Antes de ficar “vasculhando” a vida do outro, é bom fazer essa análise franca. Dessa forma, pode até doer num primeiro momento, mas será mais fácil tomar as atitudes certas e “seguir em frente”.

Esse artigo foi útil para você?

Pacote da Reconquista

Se inscreva no nosso canal do YouTube, pois colocamos diariamente dicas sobre reconquista e desenvolvimento lá!

Porém, se precisar de ajuda personalizada, pode contar com meu coaching.

Um forte abraço!

Dyuly Cardoso

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe

Compartilhe esse artigo com seus amigos