O Natal e o Ano Novo ainda meio distantes, mas eu já escrevi este artigo para te preparar logo para estes momentos, caso você esteja se perguntando: “será que eu devo mandar mensagem nestas ocasiões? Eu penso que é o momento oportuno para me aproximar, talvez, ele (a) esteja mais aberto, mais flexível e seja tocado (a) por esse ‘espírito’ de fim-de-ano”

Sendo assim, neste artigo, eu dou dicas importantes que transmito em meus coachings. Elas têm funcionado muito bem para meus clientes. Estou certa de que serão de ajuda para você também.

Talvez, não vão coincidir com todas as suas expectativas. Mas, o objetivo é dar dicas práticas para uma reconquista de sucesso.

Antes de mais nada, é preciso avaliar duas situações distintas:

Ainda temos sérios conflitos, devo mandar mensagem?

Primeira situação: “Ainda existem sérios conflitos entre nós, brigas e mágoas do passado.”   Mesmo assim, devo mandar mensagem?

Nesse caso, a resposta mais sensata é NÃO.

Nada de presentes, mensagens, nada de falar em passar final de ano juntos, nada, nada, nada disso!

Se agir assim, vai dar um “tiro no pé”. Vai atrapalhar seu processo de reconquista.

É muito importante respeitar o tempo de cada pessoa.

Nunca é prudente pular fases.

As mágoas e feridas precisam ser cicatrizadas. Vocês precisam ter se perdoado e perdoado um ao outro, para superar os traumas da separação.

É melhor ter paciência, calma e fazer a coisa certa. Não meta os pés pelas mãos e acabe recebendo uma reposta rude, indelicada ou pior, nenhuma resposta.

A indiferença dói muito mais.

Mas, se mesmo nessa situação, seu ex ou sua ex te mandou, por gentileza, uma mensagem de felicitações, seja educado (a) e apenas responda como o faria com qualquer pessoa.

Use poucas palavras, seja educado (a) e breve. Nada de responder com um “textão”.

Não existem conflitos, devo mandar mensagem?

Nesta segunda situação, se já estão acontecendo conversas regulares, frequentes, é bom avaliar em que nível estão essas conversas.

“É uma comunicação básica, formal, devo mandar mensagem?”

Sim, mas, não mande um presente. Envie, apenas, uma mensagem na mesma proporção de intensidade dos diálogos que estão tendo.

Todavia, num outro nível de comunicação, mais elevado, pode ser que estejam se comunicando com certa cumplicidade, porém, sem muita intimidade.

Nesse caso, pode ser interessante fazer um convite para as festas de Natal e Ano Novo.

Ainda assim, cuidado para não ser insistente nem inconveniente.

Poderia dizer: “Olá, não sei como estão seus planos para este final de ano. Mas, vamos fazer uma pequena reunião em minha casa para o Natal e Réveillon. Serei grato (a) se puder vir”.

Um convite nesses termos deixa margem para um aceite ou uma recusa amigável, entende?

Um dos maiores erros que tenho percebido é, em situações como as citadas acima, a (o) ex ficar pressionando por uma resposta positiva.

Falas do tipo: “Por que não quer aceitar meu convite?”. “Você ainda está magoado (a) comigo?”. “Já passou da hora de superarmos nossas diferenças”…. etc.

Quando isso acontece é terrível! A pessoa se coloca numa posição de carência emocional e põe tudo a perder! Jamais faça isso! Além de ser chato, cansativo! A grande sacada é: Na dúvida, “menos é mais”. Fique quieto (a), na sua, no seu canto e espere o momento certo. É o mais prudente na maioria dos casos.

E, se a dúvida persiste de: devo mandar mensagem ou não, seja prudente. Na dúvida, não tenha dúvida. Não mande mensagem nem presentes e aguarde o melhor momento.

Quer reconquistar o seu amor?

Conte conosco

Você precisa de mais informação sobre o dilema: devo mandar mensagem neste final de ano? Precisa saber mais sobre como agir e quais são as melhores estratégias para uma reconquista de sucesso? Já tem consciência de que a primeira reconquista e mais importante é de sua autoestima? Tem estudado bastante sobre esse tema, reconquista, e já entende que pode seguir sozinho, ou precisa de mais ajuda? Leia o restante do artigo e se ilumine ainda mais.

Como esse tema é muito interessante e motivo de muitas pesquisas, existe abundante informação à disposição. Ainda assim, nem todas atingem os objetivos almejados.

E, é claro, tentar aprender e executar sozinho(a) esse desafio, pode ser uma tarefa inglória. As incertezas durante o processo podem levar a pessoa a desistir ou tomar atitudes nada sensatas.

Daí, então, a necessidade de buscar ajuda de quem realmente entende do assunto e pode dar o melhor direcionamento visando os resultados esperados, e tendo uma experiência acumulada que avaliza todo esse esforço.

Por esse motivo, toda a equipe de reconquiste o amor foi treinada e após inúmeros clientes já atendidos e satisfeitos (nestes mais de 10 anos), está preparada para dar o melhor suporte possível para você, visando ajudar em sua busca de reconquista ou de seu desenvolvimento pessoal.

Fornecemos diariamente informações GRATUITAS muito úteis em nosso Canal no Youtube através de vídeos, bem como em nosso site reconquisteoamor.com, assim como através de artigos práticos e direcionados para inúmeras situações ligadas ao tema.

Recupere seu ex clique aqui

Conte também com nosso coaching personalizado

Além de tudo isso, se precisar de ajuda personalizada, pode contar com nosso coaching personalizado. Você terá acompanhamento individualizado, com total discrição e todo o profissionalismo de nossa equipe. Já estamos há mais de dez anos, em vários países, ajudando milhares de pessoas em seu desenvolvimento pessoal e reconquista.

Concluindo, eu sempre relembro em meus vídeos a nossos mais de 230 mil seguidores: “você não precisa travar essa batalha sozinho(a)”. Os desafios podem ser enormes, mas juntos podemos alcançar os objetivos desejados. Com nossa ajuda, você poderá ser bem-sucedido em sua reconquista ou melhorar sua autoestima e seu desenvolvimento pessoal, descobrindo que pode se tornar a sua melhor versão!

Obrigada, um forte abraço e desde já te convido para o próximo post!