O que eu faço depois de enviar a Carta Manuscrita?Você tem seguido meus conselhos para a reconquista?

Desde os primeiros vídeos e artigos, eu tenho dado dicas, as mesmas que eu repasso em meus coachings. Desde um trabalho para a reconstrução da autoestima, após um rompimento, até a reconquista propriamente dita.

Você, então, percebeu como é importante a carta manuscrita. Como ela é fundamental  em todo o processo. E, como eu uso essa estratégia em 99% dos meus coachings!

Mas, e depois de enviar a carta manuscrita? O que fazer? Essa pergunta é uma das mais comuns entre meus clientes. E, neste artigo eu vou falar de maneira prática sobre como lidar com esse “tempo”. (As dicas que vou passar aqui são as mesmas que eu dou em meus coachings…)

Quer reconquistar o seu amor?

O que eu faço depois de enviar a Carta Manuscrita? – Onde ela se encaixa

A carta manuscrita vem logo após o Contato Zero. E não é por acaso.

Logo após um rompimento, nos primeiros dias ou semanas, as emoções estão à flor da pele. Um período de reflexão para ambos foi muito oportuno. Chamo esse tempo de Contato Zero. E costumo dizer que faz bem para ambos, tanto para reflexão como para a reconstrução emocional e uma tomada de estratégia futura, quer para a reconquista, como para a aceitação dos fatos.

Logo após esse tempo, vem o momento de recomeçar  o contato. Agora, com mais equilíbrio e sobriedade, é hora de começar a aplicar as estratégias que vão favorecer a reconquista. E a primeira medida, primeira atitude, primeira tática de reconquista é carta manuscrita. Ela se encaixa bem nesse momento porque agora a pessoa tem um controle maior sobre suas emoções e sabe o que dizer e como dizer, e, com o acompanhamento personalizado que nós damos em nosso coaching, essa pessoa pode fazer a melhor carta manuscrita possível e pode atingir em cheio o coração da outra pessoa. Mas, então surge a questão: E agora, enviei a carta manuscrita e quanto tempo tenho que aguardar… e o que fazer durante esse tempo?

O que eu faço depois de enviar a Carta Manuscrita? – tempo de espera

Eu sugiro sempre que se espere no mínimo 10 dias, e até duas semanas após o envio da carta para buscar um novo contato.

O motivo evidente é dar tempo para reflexão sobre o que leu. A digestão dessa carta é fundamental. E algumas pessoas demoram um pouco mais nesse processo. Como a carta manuscrita é uma estratégia única, só enviamos uma vez, ela precisa ser “no alvo”. Precisa atingir o coração da outra pessoa para que a reconquista seja possível. (No nosso site:www.reconquisteoamor.comnós temos vários modelos de cartas manuscritas que vão facilitar atingir seus objetivos).

Todo esse trabalho precisa ser “percebido” por seu ex. As palavras dessa carta precisam ser “digeridas” completamente. Todas as emoções e demonstrações de crescimento pessoal expostas ali precisam ficar gravadas na mente do outro para que ele(a) dê mais valor ao seu esforço e à reconquista que vai se seguir. Por isso, não podemos nos precipitar quanto ao tempo. Um contato muito prematuro vai levar por água abaixo todo esse esforço.  E, se o ex não estiver convencido de que é melhor dar atenção aos seus esforços de reconquista, vai ficar mais difícil todo o trabalho a seguir.

Durante esse tempo de espera pela resposta à sua carta, aja de maneira natural e tranquila.

Pacote da Reconquista

Não se desespere.

Continue em seu processo de crescimento pessoal, fazendo as coisas que te ajudam a melhorar seu equilíbrio emocional. Procure se concentrar nesse crescimento e nos seus afazeres, em vez de ficar “contando os dias” para a resposta e retomada de sua comunicação com o ex. 

Se demorar mais que duas semanas, o que é raro, é bem provável que ele(a) leu sua carta (pode até ter rasgado, destruído sua carta). Porém, por algum motivo ainda acha cedo permitir um contato. (e muitos são os motivos envolvidos). Talvez algumas feridas foram mais profundas que você imagina, e vai ser preciso  tentar outras estratégias (quando isso acontece, algumas táticas, estratégias, precisam ser adaptadas e isso  eu indico em meu coaching…)

O que eu faço depois de enviar a Carta Manuscrita? – Após a resposta

Então, ele ou ela respondeu sua carta. Quer tenha sido com outra carta ou comunicação direta. E agora, como dar andamento?

A tática continua sendo: aja naturalmente. Aceite esse restabelecimento das comunicações gradualmente. Não force a velocidade natural das coisas.

Nas primeira conversas, procure falar de coisa amenas. Suas conquistas pessoais, e ouça as dele(a). Aquele livro que tanto queria ler e não tinha tempo, aquele curso específico que tinha ficado para depois, dança, academia, etc… enfim, tudo o que for leve, ameno, de fácil digestão.

Depois, aos poucos vá incluindo seus projetos para o futuro, (a princípio não fale desses projetos incluindo o ex). Fale também das   mudanças que tem feito na busca deles. Essa estratégia é muito importante para demonstrar seu crescimento como pessoa e quão interessante você se mostra agora. Como eu digo: “Seja sua melhor opção”.

Recupere seu ex clique aqui

Detalhe super importante: Não fale, jamais, do passado.

Nada de desenterrar problemas do passado. O foco é daqui para frente!

Uma sequência de poucas saídas e por pouco tempo, no início, e depois vai aumentando gradativamente. No princípio, apenas lugares calmos em que possam conversar sem distração. 

Bem, depois de uma carta manuscrita bem elaborada, e desse restabelecimento da comunicação, se você tiver um bom acompanhamento profissional, vai ser bem mais fácil aplicar todas as demais técnicas de reconquista, uma a uma, até atingir seu objetivo final!

Portanto, é sempre bom lembrar: Reconquista não é loteria, não tem nada a ver com sorte. É estratégia e claro, depende do engajamento de ambos  e de ainda terem objetivos comuns que justifiquem buscarem essa reaproximação.

Se precisar de ajuda personalizada nesse campo, você já sabe, pode contar comigo e com minha equipe. Nós já temos um longo caminho percorrido com inúmeros casos de sucesso desde 2010, tanto na França e  EUA, como no Brasil.

Estamos sempre à disposição!

Um forte abraço,

Dyuly Cardoso

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe

Compartilhe esse artigo com seus amigos