A DEPRESSÃO destruiu meu relacionamento. Vamos falar dessa vilã?

Esse é um problema sério. Questão de saúde mental e preocupação em todo mundo. São inúmeros os campos em que essa vilã causa problemas. Mas vamos focar no campo do relacionamento amoroso.

Eu ouço muito: “Dyuly, o meu ex ou minha ex terminou comigo porque estava muito depressivo”….ou…”eu terminei meu relacionamento porque estava deprimida e não conseguia dar amor e carinho…”

Quando o problema relacionado é a  depressão, é preciso tomar mais cautela.

Como sabemos, depressão não é “frescura”.

Quando ela é tão profunda, o melhor é buscar urgentemente, a ajuda de um especialista. Eu recomendo prontamente um profissional da área, um psicólogo, antes que seja tarde demais.

Porém, é bom lembrar que muitos relacionamentos são afetados  por essa vilã. E muitos casais não entendem o que está causando o estremecimento do relacionamento.

Chegam a pensar em outros motivos, traição, perda de interesse sexual, etc.. e não focam no real problema.

Portanto, a depressão pode sim destruir relacionamentos. Principalmente quando não tratada adequadamente.

Por isso, atendendo ao pedido de muitos de meus seguidores, eu vou listar abaixo alguns sinais característicos de depressão.

Espero poder colaborar para identificar possíveis vítimas, e também poder ajudá-las.

A DEPRESSÃO destruiu meu relacionamento – alguns sinais

1 – FALTA DE VONTADE DE SE RELACIONAR COM QUALQUER PESSOA – Esse é um sinal característico. Algumas vezes, todos nós, temos vontade, e necessidade de ficarmos a sós. Isolados por um tempo. Isso  é normal para pormos nossas “ideias” em ordem. 

Mas, no caso da pessoa com depressão, esse quadro é constante e sua indisposição é com qualquer pessoa. Ela simplesmente perde a vida social. Toda e qualquer pessoa para ela é um “INTRUSO”. Ela se  fecha em seu mundo, e seus pensamentos. Esse isolamento não é temporário. Ele é por um longo tempo e total.

Os especialistas apontam que esse é um sinal preocupante que pode levar a outros comportamentos perigosos. Tal pessoa precisa de ajuda de imediato.

2 – DESESPERO – É um sentimento, constante, de que algo ruim vai acontecer a qualquer momento. Sempre. Não consegue lidar com os problemas normais do dia a dia. Tudo é demais. Até o choro de uma criança é motivo de inquietação…Evita sair de casa. A sua maneira de conversar sempre se concentra no pior.

Esse é mais um sinal de alerta.

E, é bom lembrar que, somente um especialista da área está preparado para determinar a gravidade do quadro. 

3 – CHORA SEM MOTIVO. TRISTEZA PROFUNDA E CONSTANTE – Esse sinal pode confundir. Há muitos fatores que provocam uma tristeza profunda e choro.

Porém, quando esse quadro é longo, e aparentemente, sem motivo…isso pode ser um indicativo de depressão.

Num caso recente, a pessoa não conseguia mais ir para o trabalho. Demonstrava que não se cuidava, nem o básico. E chorava por qualquer motivo, ou até sem motivo.

Mais uma vez, não se deve ignorar um quadro como esse. Essa pessoa precisa de ajuda urgente de um profissional.

4 – MEDO DE TUDO. E PARECE NÃO CABER NO MUNDO. Essa definição é característica dessa doença. E como tal, deve ser diagnostica por um especialista.

Todos nós temos certa dose de medo ou precaução quanto a certas ações do dia a dia. Porém, a pessoa com depressão tem medo de tudo. Tudo parece amedrontador. Ameaçador. Até as coisas corriqueiras, normais, são suspeitas.

Dessa forma, parece que não há lugar no mundo para ela…

Num relacionamento a dois, esse quadro é terrível!

Pacote da Reconquista

A DEPRESSÃO destruiu meu relacionamento – conclusão

Eu forneci acima alguns sinais. São os mais citados e conhecidos. Analisei alguns exemplos, casos que acompanhei, bem como, alguns casos na literatura da área.

Por isso, quando eles se manifestam, mesmo só um deles, aja rapidamente. Procure ajuda de imediato. Esse quadro pode evoluir para o pior!

Se isso acontece com seu parceiro(a), NUNCA aumente sua culpa. “Nós estamos assim porque você…” “Se você não estivesse doente…” Na verdade, quando não se sabe o que dizer ou fazer, é melhor demonstrar companheirismo e empatia. Ser tolerante e carinhoso. E evitar, totalmente, dar opiniões ou “conselhos” subjetivos.

Em muitos casos, um especialista aconselha que uma “terapia de casais” é o bastante. E, eu pude notar que falar do problema abertamente juntamente com outros casais em situação semelhante, ajudou bastante na recuperação…(existem muitos núcleos de terapia de casais. Se seu especialista recomendar, procure um próximo a você).

Também, percebi como é importante a participação dos dois, todo o tempo. Pois, depois de cada sessão, ambos podem aplicar os conselhos recebidos ou aplicar as dicas de casais na mesma situação.

O conselho básico, portanto é, CUIDE-SE!. Converse abertamente com seu parceiro. Não minimize o problema. Procure ajuda  especializada.

E, lembrando sempre, precisando de ajuda, conte conosco, através do Coaching Personalizado. E do nosso canal do YouTube para ter dicas diárias.

Conte com nossa experiência e discrição. Não lute sozinho!

A reconquista mais importante, é a reconquista de si mesmo! E antes de qualquer reconquista, é preciso estar bem, saudável e equilibrado mentalmente.

Um forte abraço!

Dyuly Cardoso

Pin It on Pinterest

Share This

Compartilhe

Compartilhe esse artigo com seus amigos